Como dar música ao vinho? Como dar vinho à música?

Quando me chegou o convite, fiquei preocupado. Deveria escrever e gravar música para o lançamento do vinho Negreiros, da Quinta das Amendoeiras. Propôs o meu irmão que não só o lado bucólico e espiritual do vinho, mas também a sua produção, não excluindo os ruídos das máquinas, tudo estivesse presente. Aos poucos, tornou-se-me claro que só havia uma saída possível: Era necessário trabalhar in loco; fui para a quinta. Escrevi a composição vocal na velha cozinha, ao estalar da lenha, noite adentro. A gravação, pelo Vocal Ensemble*, teve lugar na adega; a captação de sons, por todo o lado.

À voz humana misturou-se sons da quinta, tanto recolhidos na paisagem, como na adega, sendo tudo tratado no computador. A coordenação entre mim e Joaquim Branco,